O fim de Guerra Infinita (2018) mexeu com as estruturas do Universo Cinematográfico Marvel (MCU). As múltiplas possibilidades de encerramento desse ciclo de 11 anos de narrativas preocupavam os fãs da Marvel. Seria o final algo relacionado aos quadrinhos ou os estúdios fariam algo completamente inusitado? Após quase um ano de espera, o público pôde ter a sua resposta ao assistir a batalha final dos Vingadores. O desejo de finalmente visualizar nas telonas o resultado do embate mortal entre o titã louco e os maiores heróis do universo lotou milhares de salas de cinema ao redor do planeta. Com apenas um mês de lançada, a estreia da Marvel Studios já alcançou o lugar da maior bilheteria brasileira e a segunda maior do mundo.

A Marvel Studios planejou sua caminhada com uma inteligência administrativa e logística invejável. Foram 11 anos de produção divididos em 3 fases que geraram, até então, 22 longas-metragens de sucesso extremo de bilheteria. Todos os filmes criaram as suas micro narrativas para guiar o espectador até o momento do confronto final entre os Vingadores e seus novos aliados com Thanos, o vilão mais complexo do MCU. Dividido em dois momentos, o embate com o titã mobilizou uma produção extensa, difícil e decisiva para o futuro do Universo Compartilhado. Todos os acontecimentos de Infinity War e Endgame levam a narrativa e os fãs a uma Marvel reformulada.

Mais do que o fim de uma era, Ultimato representa a renovação dentro do MCU. Agora que a Disney incorporou inteiramente todos os heróis e vilões da Marvel, uma empreitada importante dos estúdios será a associação das histórias que o público já conhece – como os X-Men – ao formato Marvel/Disney. Esse momento de costura das possibilidades já existentes vai expandir os horizontes das produções. A partir de agora os fãs podem esperar situações como o Logan, um possível Vingador ou o Surfista Prateado salvando a Terra ao lado de mais do que apenas o Quarteto Fantástico. O leque de oportunidades está mais extenso do que nunca.

Apesar dessas alternativas, as notícias já divulgadas sondam algumas produções já conhecidas. Em suma, os projetos mais falados são continuações de Doutor Estranho, Pantera Negra e Guardiões da Galáxia, além do filme solo da Viúva Negra que focará em sua história pregressa. Já existe, contudo, um rumor sobre um filme que introduziria as histórias dos Eternos ao MCU. A possibilidade da narrativa sobre esses seres superpoderosos e quase imortais se torna uma forte proposta uma vez que envolve o próprio Thanos, que, de maneira bem rasa, pode ser definido como uma espécie de Eterno cuja mente ficou perturbada pelos poderes.

Em meio a esse processo de fechamento de ciclos e renovação de outros, Endgame deixa em aberto ou, ao menos, levanta questionamentos sobre o futuro de algumas conhecidas figuras dos Avengers. O primeiro exemplo dessa ligação com próximas histórias é a junção dos Guardiões da Galáxia com o Thor. Ao final de Ultimato, o público vê o deus do trovão se unindo a trupe espacial para embarcar numa jornada desconhecida. Seria o Vingador um novo integrante dos guardiões do espaço? Possivelmente essa interação será vista em Guardiões da Galáxia Vol.3.

Outro Vingador que levanta a curiosidade do espectador é o Hulk. Sua aparição no último filme mostrou que Bruce Banner consegue controlar a sua “forma” esmeralda, mas como isso aconteceu? A cena da lanchonete tenta explicar isso sem muita precisão. Podendo viver livre do medo de perder o controle ou do julgamento social, o que acontecerá com o Hulk? Será que agora o herói pode ter um foco maior nas próximas histórias e até ganhar uma narrativa própria?

Sob uma perspectiva mais enevoada que as outras, existem duas brechas no universo que tiveram segundos (literalmente segundos) de tela, mas mexeram com as teorias e o coração dos fãs. A primeira se refere a fuga de Loki no passado. O que aconteceu com aquela versão do deus da trapaça? Estaria vivo e ainda “mal”? E o mais importante: ele fará uma aparição em Guardiões da Galáxia Vol.3 ou só será visto em sua série feita para o streaming da Disney? Apenas a possibilidade de ter a personagem viva, independente da sua versão, anima os fãs do universo que sentiam falta do anti-herói desde sua morte em Guerra Infinita.

A segunda dúvida, contudo, se refere a possibilidade de um novo Homem de Ferro surgir. Apesar da Pepper ter mostrado dominar a armadura e ser capaz de atuar como uma grande heroína, a reaparição de uma figura no funeral de Tony Stark levanta suspeitas. Harley Keener, o garoto que ajuda Tony em Homem de Ferro 3, aparece no funeral do herói e pode ser a ponte para um novo Iron Man. Talvez Pepper assuma o papel de mentora de Harley e o ensine a utilizar a armadura. Dessa forma os novos Vingadores se manteriam com os dois pilares da equipe – mesmo que através de novas personagens, Harley e o Falcão.

Saindo das teorias, é preciso entender que, apesar do penúltimo capítulo da fase três do MCU ter sido monumental e um sucesso de bilheteria, existiram falhas que não passam despercebidas. Mais uma vez a produção subaproveita o potencial da Capitã Marvel. Assim como no seu filme, em Endgame o potencial máximo da heroína está longe de ser alcançado mesmo que ela tenha sido apresentada como peça vital para a resolução de Infinity War. Além de desperdiçarem a mais poderosa personagem de seu universo, o MCU ainda trouxe uma aparição do Thanos fraca. Na jornada anterior o vilão tinha uma profundidade expressiva que agora se perdeu. Talvez a colocação da versão passada do Thanos tenha sido deixada de lado por não ser o foco principal dessa narrativa. O longa perde, portanto, a chance de criar mais cenas cheias de profundidade com a presença marcante do titã.

O fim oficial da Fase Três do MCU vem com a estreia de Homem-Aranha: Longe de Casa que chega aos cinemas em julho desse ano. O longa trará os dilemas de um Peter que acaba de perder o seu ídolo e mentor. Com a dor e o luto, o jovem decide deixar um de lado a sua versão heroica e tenta aproveitar uma viagem para fora do país com seus amigos. A aparição de criaturas desconhecidas força Peter a vestir o uniforme mais uma vez e para defender o planeta do mal. A surpresa dessa nova aventura do Aranha está na confirmação dos multiversos. A produção vai mergulhar nessa possibilidade que abrirá um novo olhar para as próximas fases do MCU e pode acarretar em voltas inesperadas. Nada será como antes quando a Fase Três estiver completamente concluída.

Pin It on Pinterest