Aladdin
Direção: Guy Ritchie
Elenco: Will Smith, Mena Massoud, Naomi Scott

Aladdin (Mena Massoud) é um jovem ladrão que vive de pequenos roubos em Agrabah. Um dia, ele ajuda uma jovem a recuperar um valioso bracelete, sem saber que ela na verdade é a princesa Jasmine (Naomi Scott). Aladdin logo fica interessado nela, que diz ser a criada da princesa. Ao visitá-la em pleno palácio e descobrir sua identidade, ele é capturado por Jafar (Marwan Kenzari), o grão-vizir do sultanato, que deseja que ele recupere uma lâmpada mágica, onde habita um gênio (Will Smith) capaz de conceder três desejos ao seu dono. Com informações do Adoro Cinema.


Brightburn – Filho das Trevas
Direção: David Yarovesky
Elenco: Elizabeth Banks, David Denman, Jackson Dunn

Quando uma criança alienígena cai no terreno de um casal da parte rural dos Estados Unidos, eles decidem criar o menino como seu filho. Porém, ao começar a descobrir seus poderes, ao invés de se tornar um herói para a humanidade, ele passa a aterrorizar a pequena cidade onde vive, se tornando uma força obscura na Terra. Confira a nossa crítica clicando aqui!


Tolkien
Direção: Dome Karukoski
Elenco: Nicholas Hoult, Lily Collins, Colm Meaney

“Tolkien” explora os anos de formação do autor órfão ao encontrar amizade, amor e inspiração artística entre um grupo de colegas excluídos da escola. Isso o leva para a eclosão da Primeira Guerra Mundial, que ameaça acabar com a “irmandade”. Todas essas experiências inspirariam Tolkien a escrever seus famosos romances da Terra-Média.


A Costureira dos Sonhos
Direção: Rohena Gera
Elenco: Tillotama Shome, Vivek Gomber, Geetanjali Kulkarni

Em Mumbai, a jovem viúva Ratna trabalha como serva de Ashwin, um homem de família rica. Embora Ashwin pareça ter tudo, Ratna pode sentir que ele desistiu de seus objetivos e está um pouco perdido. Por outro lado, Ratna, que parece não ter nada, vive cheia de esperança e trabalha com determinação em busca de seu sonho de ser tornar uma estilista. Quando esses dois mundos colidem e os indivíduos se conectam, as barreiras entre esses sentimentos que não condizem com as suas posições sociais vão ficando cada vez mais intransponíveis.

Pin It on Pinterest