Existem pais que são mais durões e outros que são um coração de manteiga. Tem alguns que estão a cada minuto na rotina dos filhos e outros que preferem deixar os rebentos aprenderem, olhando sempre à distância. Seja qual for o estilo de seu pai, ele definitivamente conquista seu coração todos os dias.

Pensando nisso e ainda em clima de Dia dos Pais, o Coisa de Cinéfilo preparou uma lista muito legal. É para rir, chorar e se emocionar com os longas que aparecem no Especial Dia dos Pais: Cinco Filmes Sobre Pais e Filhos.

Confira a lista!


5 – 2 Filhos de Francisco (2005)

O longa conta a história da dupla sertaneja Zezé de Camargo e Luciano, que faz sucesso há muitos anos no país. A origem humilde e o esforço do pai dos cantores é o foco de 2 Filhos de Francisco. Seu Francisco é um trabalhador rural que percebe uma oportunidade de mudar a realidade dos filhos quando vê o potencial de cantar dos dois. Com muito drama, perdas e esforço para que as coisas deem certo, seu Francisco é sempre presente na vida dos filhos, se esforçando para dar e extrair o melhor deles. O filme ganhou diversos prêmios nacionais e foi muito bem recebido pela crítica na época!


4 – O Poderoso Chefão (1972)

Talvez você se pergunte porquê um filme que fala sobre a máfia está presente nesta lista de Dia dos Pais. Mas o fato é que, apesar das condutas errôneas com relação aos negócios, Don Vito Corleone é um chefe de família dedicado, em especial aos seus filhos. Ele se faz presente e cuida de sua cria como um leão na selva. Claro que questões morais são colocadas na jogada, nos fazendo questionar um pouco a conduta. Mas dizer que ele é um pai ruim? Acredito que não podemos dizer isso. Mata e morre (literalmente) pela família, procura oferecer o que há de melhor para todos e está sempre preocupado com o bem-estar dos filhos.


3 – À Procura da Felicidade (2007)

Este é um filme que muitas pessoas podem se identificar, de uma maneira ou de outra. Chris Gardner é um pai de família que enfrenta sérios problemas financeiros e agora tem que lidar com a partida de sua esposa. Desesperado, ele vê numa vaga de estágio uma oportunidade de finalmente ascender na profissão de vendedor e ter um futuro melhor para ele e seu filho. No entanto, enquanto as contas vão chegando e o estágio não é remunerado, ele tem que lidar com fome, despejo e a dor de ver seu filho em situação precária. O longa se torna ainda mais forte por ser interpretado por Will Smith e seu próprio filho, Jaden.

Pinóquio
2 – Pinóquio (1940)

Animações também falam da relação de pais e filhos, como é o caso de Pinóquio. Gepeto é um carpinteiro que vive só e cria brinquedos infantis. Um dia ele cria um boneco de madeira e sonha com a possibilidade de se tornar seu filho. Quando a Fada Azul lhe concede o desejo, ele se torna o pai de Pinóquio. No entanto, o menino acaba se metendo em muitas confusões, buscando o sonho de ser um menino de verdade. Gepeto faz de tudo para salvar o filho, enfrentando todos os percalços do caminho. É lindo de ver a dedicação e o amor dele pelo boneco, que considera filho. Podemos usar aqui uma analogia para a relação de pai e filho de coração, que não necessariamente envolve laços de sangue.


1 – A Vida é Bela (1998)

Se você não chorou vendo esse filme, provavelmente o viu errado. Sim, esse é um dos filmes mais bonitos e tristes da década de 1990. Durante a Segunda Guerra Mundial, o judeu Guido, sua esposa Dora e seu filho Giosué são capturados e enviados para campos de concentração nazistas. Para que o rebento não perceba o terror em que está inserido, Guido decide criar histórias para justificar os tanques, o afastamento da mãe, a privação de comida, etc. Tudo se torna uma grande brincadeira para Giosué, que não se dá conta do que está acontecendo ao seu redor. O longa tem cenas belíssimas do esforço do pai em proteger o filho da forma como pode e transborda de amor verdadeiro.

Pin It on Pinterest