Tim Burton fazendo um filme fofo? Sim, vivemos para ver isso acontecer. Chegou aos cinemas esta semana o longa Dumbo, o live-action da história de sucesso da Disney que narra a jornada do pequeno Dumbo, um elefantinho “diferente” e especial, que luta para se reunir novamente com sua mãe, que foi levada do circo quando tentava te proteger. No caminho, Dumbo faz muitos amigos que te ajudam nesta empreitada.

Quando a ideia do live-action surgiu, alguns se questionaram justamente porque a animação original possui poucos personagens humanos, com foco muito maior nos animais que habitavam o circo. É o caso, por exemplo, de O Rei Leão, que é 100% composto por animais. Neste filme de Burton, no entanto, vemos muitos humanos compondo a história e circulando o pequeno Dumbo.

Diferente do que os fãs mais assíduos podem imaginar, a composição funciona muito bem. Quase não sentimos faltas dos personagens da animação, que foram substituídos por humanos. Eles não deixam de ser homenageados aqui e ali com algumas cenas. O espectador mais atento rapidamente percebe e se emociona.

Aliás, a emoção perpassa por todo o filme, do começo ao fim. Seja sorrindo com as brincadeiras do elefantinho, sofrendo com o afastamento de sua mãe ou com o início da amizade verdadeira com as crianças do circo. Todo o longa é pincelado por momentos fofos e envolventes, tal qual a mãe de Dumbo faz quando está presa numa jaula e começa a acariciar o filho. É assim que o espectador se sente em muitos momentos.

dumbo

Os personagens humanos criados para o filme são atraentes e constroem bem a narrativa. Colin Farrell é o valente cavaleiro que volta da guerra e precisa acalentar os filhos que perderam a mãe. Já Danny DeVito está simplesmente sensacional como o dono do circo que é um pouco confuso, um pouco trambiqueiro e completamente coração mole. No papel do vilão, Michael Keaton, que não incorpora um grande papel, mas dosa bem a fofura da narrativa.

Burton apresenta uma direção completamente fora da curva do seu ponto comum. Sempre dark nas produções, com personagens mais depressivos e melancólicos, em Dumbo o cineasta consegue dar cor em todos os momentos da história, mesmo ela sendo, por vezes, triste. Isso pode ser uma decepção para os fãs do diretor, mas definitivamente não o é para quem é fã da história original.

Dumbo oferece cuidado para os fãs, uma ação bem interessante, empolgação com a história e os personagens, além de uma construção de narrativa muito coerente e atrativa. Ele é encantador, fica no imaginário da pessoa pelo tom de fantasia e amor que envolve. Tudo que se podia esperar do longa.

Direção: Tim Burton
Elenco: Colin Farrell, Danny DeVito, Eva Green, Michael Keaton, Alan Arkin, Nico Parker, Finley Hobbins

Assista ao trailer!

AVALIAÇÃO
4.0Deixe a sua também!
Votação do leitor 0 Votos

Pin It on Pinterest