Uma Quase Dupla é o destaque nas estreias desta semana (19/07). Confira o que entra em cartaz nos cinemas!

Keyla (Tatá Werneck) e Claudio (Cauã Reymond) são dois policiais que não têm nada em comum, mas se veem obrigados a trabalhar juntos na pacata cidade de Joinlandia. Ela é uma investigadora competente que acha que pode resolver tudo sozinha. Ele é um subdelegado boa praça e nada eficiente. Os dois vão formar uma dupla improvável e juntos, tentar capturar um habilidoso assassino em série.


Ilha dos Cachorros
Direção: Wes Anderson
Elenco: Bryan Cranston, Frances McDormand, Edward Norton

Atari Kobayashi é um garoto japonês de 12 anos de idade. Ele mora na cidade de Megasaki, sob tutela do corrupto prefeito Kobayashi. O político aprova uma nova lei que proíbe os cachorros de morarem no local, fazendo com que todos os animais sejam enviados a uma ilha vizinha repleta de lixo. Mas o pequeno Atari não aceita se separar do cachorro Spots. Ele convoca os amigos, rouba um jato em miniatura e parte em busca de seu fiel amigo. A aventura épica vai transformar completamente a vida da cidade.


Tio Drew
Direção: Charles Stone III
Elenco: Kyrie Irving, Shaquille O’Neal, Lil Rel Howery

Depois de acabar com todas suas economias para entrar no torneio de basquete de rua, Dax (Lil Rel Howery) enfrenta inúmeros contratempos, incluindo a perda de seu time para seu rival de longa data (Nick Kroll). Desesperado para ganhar o torneio e o prêmio em dinheiro, Dax se depara com o homem, o mito, a lenda Uncle Drew (NBA) e o convence a voltar para a quadra mais uma vez. Os dois homens embarcam em uma viagem para reunir o antigo time de basquete de Drew (Shaquille O’Neal, Chris Webber, Reggie Miller, Nate Robinson e Lisa Leslie) e provar que um grupo de septuagenários ainda pode ganhar o grande prêmio.


Bergman – 100 anos
Direção: Jane Magnusson
Elenco: Ingmar Bergman, Liv Ullmann, Lars von Trier

Durante um período de 6 anos, no meio do século 20, algo insuperável aconteceu. Um sueco magro, por volta dos 40 anos, entra em um período de produção cinematográfica sem precedentes. Entre 1957 e 1963 ele dirigiu alguns dos maiores clássicos da história do cinema, produziu uma série de espetáculos para teatro e rádio, e dirigiu 6 filmes de TV. Em termos de cineastas contemporâneos, Ingmar Bergman permanece em grande parte inigualável, e sua vida está prestes a ser revelada nesse documentário que celebra o seu centenário.

 

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register