O Festival Internacional de Cinema de Toronto está na boca do brasileiro, mas por um motivo peculiar. A edição de 2019, dentre muitos outros filmes, exibiu Uncut Gems, longa estrelado por Adam Sandler. Dirigido pelos irmãos Safdie — responsáveis por Bom Comportamento, que traz uma atuação brilhante de Robert Pattinson — o drama está sendo aclamado pela crítica. Não só isso, mas a atuação de Adam Sandler também chama atenção e especula-se que o ator pode ser indicado ao Oscar.

No Brasil, Sandler é principalmente identificado por papéis em filmes como Click ou Esposa de Mentirinha. Entretanto, não é de conhecimento geral que volta e meia o ator se arrisca (e se saí muito bem) no drama. Suas atuações em Embriagado de Amor e Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe (filme exclusivo da Netflix) provam sua competência.

Assim, o Coisa de Cinéfilo preparou uma lista de atores e atrizes de comédia, tanto do passado quanto do presente, que mereciam pelo menos uma indicação ao Oscar, mas nunca ou ainda não conseguiram.

Antes de mais nada, vale a observação de que a lista reflete como a comédia é um meio predominantemente masculino, sendo marcado pelo machismo, que por muito não deu oportunidade para mulheres se destacarem na área. Felizmente, as coisas estão mudando e já há grandes atrizes sendo reconhecidas, como Melissa McCarthy, que inclusive foi nomeada duas vezes para o Oscar.

Confira a lista!

10 – Buster Keaton (1895-1966)

Quem for fã de Jackie Chan, irá gostar de Keaton. O seu grande azar foi ter surgido na mesma época de Charlie Chaplin. Tendo um dos maiores gênios da história como “concorrente”, Keaton foi injustamente esquecido por muitos. O grande diferencial do comediante, além de seu rosto propositalmente inexpressivo (deadpan style),  é que ele constantemente se envolvia em sequências grandiosas e perigosas, arriscando sua própria pele para gerar momentos únicos para o cinema.

Seu auge foi durante o cinema mudo e como reconhecimento recebeu um Oscar honorário em 1959, mas que não parece o suficiente por tudo que já fez. Suas principais obras são: O General; Marinheiro de Encomenda; Bancando o Águia e O Homem das Novidades, todas disponíveis no Youtube. Também vale citar Harold Llyod, que junto com Buster e Charlie formava a tríade de ouro da comédia muda, tendo O Homem Mosca como seu trabalho mais famoso.

9 – Stan Laurel (1890-1965) e Oliver Hardy (1892-1957)

Posteriormente, na década de 1930, houve o ápice da dupla Stan e Ollie. Com o advento do som, muito do humor pastelão da dupla envolvia piadas faladas ou gags sonoras, uma novidade para a época. Decerto, não há como falar de cada um individualmente, pois eles funcionavam de maneira complementar e antagônica, com Stan irritando Oliver o tempo todo com sua inocência. Assim, seus filmes aproveitavam da aparência contrastante entre a dupla para gerar piadas, pois Hardy era bem maior que Laurel. Além disso, o filme Stan e Ollie foi lançado em 2018, protagonizado por Steve Coogan e John C. Reilly e que conta a história deles. Similarmente importante e que vale menção é a dupla Abbott e Costello, que com uma dinâmica semelhante reinou nas décadas de 1940 e 1950.

8 – Lucille Ball (1911-1989)

Considerada a “Primeira-Dama da TV Norte Americana”, Lucille Ball ficou famosa principalmente por estrelar a sitcom I Love Lucy, sendo nomeada a diversos Emmys por isso. Uma das maiores comediantes físicas da história, Ball merecia mais crédito por seus trabalhos em uma fase mais madura da carreira, como em Os Seus, os Meus, os Nossos ou O Jogo Proibido do Amor. Apesar de ter sido reconhecida no Globo de Ouro, nunca foi indicada ao Oscar.

7 – Jerry Lewis (1926-2017)

Surpreendentemente, Jerry Lewis, conhecido com o Rei da Comédia, nunca ganhou um Oscar. Com seu sucesso principalmente na década de 1960, o comediante começou a carreira fazendo dupla com o cantor Dean Martin e seu estilo de comédia física influenciou muitos nomes, entre eles Jim Carrey. Além disso, Lewis exercia total controle sobre a produção de seus filmes, sendo diretor, roteirista e editor. Ele não só estrelou icônicos longas de comédia como Errado para Cachorro, como também é famoso por seu papel em O Rei da Comédia, de Martin Scorsese, interpretando uma versão satírica de si mesmo.

6 – John Cleese (1939-presente)

Quem não conhece Monty Python? Se a resposta for negativa, pare imediatamente de ler esse texto e vá ver os filmes disponíveis na Netflix. John Cleese é um de seus cofundadores, exercendo a função de roteirista e ator. Embora já tenha sido indicado ao Oscar por seu trabalho de argumentista, Cleese é injustamente esquecido por suas atuações. Assim como todos os integrantes do grupo britânico, ele tinha um humor ácido e rápido. Após abandonar Monty Python, o comediante criou a série Fawlty Towers e fez participações em filmes famosos, como: Nick Quase-Sem-Cabeça em Harry Potter; Q em 007 – Um Novo Dia Para Morrer e o Inspetor Dreyfus em Pantera Cor de Rosa 2.

5 – Richard Pryor (1940-2005)

Maior comediante de stand-up de todos os tempos? Segundo o Comedy Central, sim. Marcado por seus rápidos diálogos, Pryor utilizava o humor para denunciar o racismo de sua época, sendo chamado de “Picasso de sua geração” por Jerry Seinfeld. Além de fazer muitos stand-ups, o humorista participou de alguns filmes de comédia, mas a sua grande atuação realmente foi em um drama, assim como Sandler. Na estreia de direção de Paul Schrader (responsável pelo roteiro de Taxi Driver), no filme Vivendo na Corda Bamba, Pryor traz uma atuação convincente e forte. Em um estilo completamente diferente, seu papel foi bastante elogiado pelo renomado crítico Roger Ebert.

4 – Steve Martin (1945-presente)

Apesar de ter cinco nomeações para o Globo de Ouro, Steve Martin só foi lembrado pelo Oscar por um prêmio honorário em 2014. Caso sirva de prêmio de consolação, ele também já apresentou a premiação três vezes. Com seu estilo irônico, Martin fez mais de 70 filmes e chegou a ser comparado com Jerry Lewis no início da carreira. Seus papéis mais conhecidos pelo público são o trapalhão Clouseau em Pantera Cor de Rosa e o pai de muitos filhos em 12 É Demais. Com uma carreira tão rica, é claro que o ator não fez apenas comédias, sendo possível vê-lo em filmes de drama como A Trapaça, Uma Virada do Destino e, mais recentemente, A Longa Caminhada de Billy Lynn.

3- Hugh Grant (1960-presente)

Uma das figuras mais populares do cinema britânico, não há como dizer que Hugh Grant é totalmente esquecido. Ganhador do BAFTA e do Globo de Ouro, Grant ainda não foi lembrado pelo Oscar. Com sua comédia sarcástica, Grant já chamava a atenção na década de 1990 em filmes como Quatro Casamentos e um Funeral e Um Lugar Chamado Notting Hill. Indo para o lado dramático, ele também não desapontou atuando em Cloud Atlas e Florence: Quem é Essa Mulher?. Mais recentemente, Grant fez o antagonista de Paddington 2, com uma atuação extremamente caricata e exagerada, roubando o filme para si.

2 – Jim Carrey (1962-presente)

Um dos homens mais excêntricos e complexos do mundo, Jim Carrey é muito mais do que o Lóide, de Debi & Lóide. Afinal, além de comediante, Carrey se mostrou um ótimo ator dramático em O Show de Truman, que na época já levantou especulações de que ele poderia ser nomeado ao Oscar de Melhor Ator. Posteriormente, ele iria reafirmar sua excelência no drama como o protagonista de O Mundo de Andy e Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças. Ainda que tenha sido premiado diversas vezes, o ator sempre pareceu ser rejeitado pela Academia. Será preconceito só porque ele participou de Batman Forever?

1 – Ben Stiller (1965-presente)

Outro ator que é popularmente conhecido por filmes mais acessíveis como Uma Noite No Museu, Stiller também já provou que sabe fazer drama. Em constante parceria com o diretor Noah Baumbach, Stiller está em papéis convincentes em Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe (assim como Sandler), Enquanto Somos Jovens e O Solteirão. Seguindo essa mesma linha, o humorista já trabalhou com Wes Anderson em Os Excêntricos Tenenbaums, também com uma atuação impressionante.

Pin It on Pinterest