Todo mundo tem o seu guilty pleasure. Não sabe o que é isso? São aqueles filmes que a gente sabe que são ruins, às vezes com um roteiro duvidoso ou uma atuação bem canastrona, mas que mesmo assim a gente gosta. E qual o motivo? Eles nos atingem de alguma forma inexplicável. E isso é super comum com comédias besteirol, não é mesmo? Aquela bem bestinha, cujo único objetivo é nos arrancar gargalhadas.

E quais as principais características da comédia besteirol? A maior de todas é a falta de limites. É como se o roteiro olhasse pro limite e desse risada. Então somos presentados com exageros, cenas sarcásticas, zoeira sem fim, piadas de duplo sentido e etc. O resultado é, normalmente, muitas risadas. Mas é preciso ter um senso de humor específico para apreciar o estilo de longa.

Pensando nisso, o Coisa de Cinéfilo separou as Cinco Melhores Filmes de Comédia Besteirol. Claro que a lista poderia ser muito maior, já que o que não faltam por aí são longas neste estilo. Mas acredito que conseguimos reunir as principais e imperdíveis, para qualquer fã de comédia besteirol não colocar defeito.

Confira!


5 – Top Gang – Ases Muito Loucos (1991)

É uma sátira ao longa de sucesso Top Gun: Ases Indomáveis, com Tom Cruise, colocando ninguém menos que Charlie Sheen como o protagonista. Ele interpreta o arrogante piloto de avião Sean Topper Harley. Ele quer superar a má fama do pai, um ex-piloto desastrado, e vê essa oportunidade ao ser convocado para uma missão: destruir as plantas nucleares de Saddam Hussein. Claro que ainda existe uma disputa para conquistar a mocinha no final. O longa fez o maior sucesso na época, especialmente porque soube fazer a brincadeira com o filme original, mas não se fechou nisso. Ele vai além e nos oferece cenas divertidíssimas. Chegou a ter uma continuação, mas sem o mesmo sucesso.


4 – Superbad: É Hoje (2007)

O filme foi escrito por Seth Rogen e Evan Goldberg, quando eles ainda eram adolescentes, o que reflete muito de suas experiências na telona. Superbad: É Hoje foi o filme que deu maior destaque à Jonah Hill, que teve seu primeiro protagonista. A história é sobre dois amigos inseparáveis que estão prestes a seguir caminhos diferentes, quando a escola acabar. Eles vão vivenciando experiências diversas com sexualidade e frustrações, o que rende muitas cenas hilárias na trama. Foi muito bem recebido pela crítica e pelos espectadores na época de seu lançamento e ajudou a impulsionar a carreira dos atores envolvidos.


3 – Todo Mundo em Pânico (2000)

Um clássico dos clássicos, o filme Todo Mundo em Pânico veio como uma paródia ao longa de terror e sucesso Pânico, lançado alguns anos antes. Os irmãos Shawn e Marlon Wayans (que fizeram As Branquelas posteriormente) protagonizam os piores momentos em cena, acompanhados de Anna Faris, que também sabe muito bem gerenciar o humor. Eles aproveitam o roteiro para dar boas alfinetadas em questões de racismo e afins, sem tirar o foco do riso escrachado. O filme acabou virando uma franquia que rendeu outros bons filmes (e uns nem tanto), dando sequência a sátiras de filmes de terror e suspense. Scary Movie (título original) arrecadou impressionantes US$ 278 milhões, sendo que o custo de sua produção foi de apenas US$ 19 milhões.


2 – Eu, Eu Mesmo e Irene (2000)

Do mesmo ano do anterior, Eu, Eu Mesmo e Irene é um dos filmes com roteiros mais insanos de todos os tempos. No protagonismo com Jim Carrey e Renée Zellweger, o longa conta a história de um policial pacato que tem dupla personalidade. O problema é que seu “outro eu” é completamente ensandecido e surge sempre que ele esquece de tomar os remédios. Tudo vivia em harmonia até que eles conhecem a doce Irene e as duas personalidades se apaixonam. A partir daí, eles vão lutar pelo domínio do corpo para poder ficar com a mocinha. Tem cenas absurdamente engraçadas. O filme conta ainda com Breakout, de Foo Fighters, como parte da trilha sonora. Inclusive, a banda brinca com o personagem no clipe da música.


1 – American Pie (1999)

Essa é uma franquia de completo sucesso e uma das mais consagradas no quesito besteirol. Foram oito longas ao todo, entre bons, ruins, originais e spin-offs, que falam, principalmente, sobre a descoberta da sexualidade pelos jovens. Tem uma das cenas mais icônicas de comédia besteirol, onde o protagonista Jim é flagrado pelo paciente pai, fazendo sexo com uma torta. Os quatro filmes da franquia principal tem altos e baixos, mas conseguem encerrar a história com classe no quarto longa. É bem interessante conferir todos.

Pin It on Pinterest