Top 3 Melhores Filmes do Homem-Aranha

Homem-Aranha: De Volta ao Lar entra em cartaz nesta quinta-feira e o Coisa de Cinéfilo já conferiu o novo longa do herói (confira a crítica clicando aqui)! Divertido, engraçado e com cenas de ação eletrizantes, a projeção segue na mesma linha de estilo das produções da Marvel Studio, como Guardiões da Galáxia (2014), Homem-Formiga (2015) e Doutor Estranho (2016). Pensando nesta estreia tão almejada, nosso site preparou um top 3 dos filmes mais bacanas do Spider-Man, para você rever e matar a saudade do melhor saltador de teias, amigo da vizinhança e maior nerd dos quadrinhos que você respeita.

3) Homem-Aranha (2002) – Este é o primeiro filme do Homem-Aranha dirigido por Sam Mendes, com Tobey Maguire e Kirsten Dunst nos papéis de Peter Parker e Mary Jane. O longa, que marcaria toda uma geração, vem cheio de planos abertos do Spider-Man percorrendo a cidade de Nova Iorque, o que traz a sensação do público estar exatamente ali. Apesar de fugir de alguns detalhes dos quadrinhos, como Peter conhecer a MJ na escola ou as teias como um super poder, a projeção consegue levar o espectador para o universo das HQs. Maguire foi o ator que conseguiu fazer a personagem de forma mais completa, mostrando um Peter tímido, nerd e inseguro, mas um Aranha feroz, determinado e ágil. O vilão, Duende Verde, encarnado por Williem Dafoe é assustador e tenso, porém o artista carrega um pouco nas tintas, dando um leve tom caricato a personagem, o que não compromete a qualidade do longa, mas poderia ser mais bem trabalhado. A música também é um ponto positivo nesta primeira parte da trilogia, principalmente Hero, da banda Nickelback e Theme for Spider-Man, interpretada pelo Aerosmith.

2) Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017) – Com o humor e muita ação, o Homem-Aranha retorna para as telas repaginado e agora sob o comando da Marvel Studios. Divertido, o filme consegue capturar a essência do herói em suas confusões, amores e conflitos. A escolha de Tom Holland foi acertada! Cheio de carisma, o jovem cativa e emociona o espectador. O vilão também não passa vergonha! Michael Keaton encarna “O Abutre” sem caricatura, humanizando e trazendo problemas concretos para a personagem. A presença constante do universo de Homem de Ferro não incomoda ou tira o foco do protagonista, mas o tempo de tela dedicado à participação poderia ser um pouco menor. Isto porque as “tiradas” que deveriam ser cômicas, textos motivadores e de conselhos, vindos do mundo “Starkiano”, são carregados de machismo, elitismo e falta de empatia. Na verdade, De Volta ao Lar tem muitos respingos de misoginia, principalmente direcionadas para Tia May, vivida por Marisa Tomei nesta versão. É como se a escolha de uma mulher bonita para o papel tornasse a moça alvo de comentários de assédio. No geral, a projeção é bem realizada, porém não chega ao nível necessário e digno do Aranha.

1) Homem-Aranha 2 (2004) – Na segunda parte da história dirigida por Sam Raimi, o espectador encontra um Peter Parker (Tobey Maguire) inseguro sobre seu destino como Homem-Aranha, lutando para coordenar sua vida pessoal e profissional com o cotidiano de herói. A razão para esse ser o melhor filme do Spider é uma mescla de boa execução na ação, no desenvolvimento das personagens, de um dos melhores vilões de HQs no cinema (Dr.Otto, vivido por Alfred Molina) e a trama bem amarrada. Os dois lados do protagonista são bem elaborados dentro da narrativa. O público se angustia com os problemas de Parker, os dramas com o amor de sua vida, sua tia e seu melhor amigo. Mas, também torce e fica ansioso para que o Aranha consiga restaurar a paz na cidade e ser visto como bem intencionado outra vez, ainda que os jornais tentem “vilanizar” o rapaz em alguns momentos. O mocinho ganha uma imagem menos maniqueísta e demonstra momentos certeiros de dúvida, egoísmo e rancor. A performance de Molina como cientista que enlouquece diante de sua própria genialidade também funciona, pois ele gera sensações múltiplas de desgosto e empatia e há quem até torça por um desfecho positivo para Otto. Outro fator importante são os bonitos planos pela cidade de Nova Iorque, que assim como na primeira parte da história, mostram um belo uniforme de Peter e a luz do sol batendo em sua roupa. Até os alívios cômicos funcionam melhor! São mais fluídos e conseguem capturar a essência atrapalhada de Parker. Apesar de fugir de algumas questões das histórias em quadrinhos, frutos das escolhas da sequência de 2002, Homem-Aranha 2 ocupa o primeiro lugar da lista e é um dos melhores filme de super heróis produzidos no cinema hollywoodianos.

Os outros longas realizados sobre o Aranha não merecem estar nesta lista, pois desmerecem a qualidade das histórias do herói nas telas e nas HQs. Eles não são um bom retrato do Spider-Man, como o terceiro filme do Raimi, em 2007. Peter Parker emo precisa dar conta de três vilões e duas namoradas e, no final das contas, o roteiro se perde, nada é bem explorado. Ou O Espetacular Homem-Aranha, de 2012. A tentativa de contar o início da jornada do rapaz decepciona por parecer uma cópia mal feita da trama de 2002. Com um elenco menos carismático e um vilão caricato, o público poderia se sentir entediado, o que não é algo esperado em uma projeção de ação.

 

Enoe Lopes Pontes39 Posts

Do blockbuster ao chamado cult, estou aqui para observar o cenário do cinema e das séries. Cinéfila desde os seis anos de idade, o vício permanece. Até hoje. Até sempre.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register