Tomorrowland – Muita expectativa, pouco retorno

poltrona_tomorrowland
A jovem consegue se transportar através de um pequeno objeto

Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada é Impossível é um dos filmes mais aguardados da temporada, com grande elenco e um diretor de peso da Pixar. Sim, este é um filme da Disney e fala muito do universo de seu criador, Walt. A ficção científica para adolescentes propõe o início de uma nova saga juvenil, mas o andamento disso depende dos resultados de bilheteria.

O longa é nada mais nada menos que baseado em um parque de diversões da Disney, que leva o mesmo nome e é de estilo futurista. Nesse mundo inusitado criado pelo idealizador Walt Disney, a humanidade vive no seu verdadeiro potencial, com todos os avanços científicos. Uma jovem que adora ciência descobre uma peça que pode transporta-la automaticamente para esta realidade paralela, chamada Tomorrowland. Ela precisa, junto com o criador da peça, desvendar segredos que podem mudar o mundo para sempre.

A história não é nenhuma novidade, o que pode justificar a falta de apelo de público que tem levado pouca gente ao cinema. A superprodução custou mais de US$ 190 milhões e não arrecadou nem US$ 40 milhões no seu primeiro fim de semana nos Estados Unidos. Isso pode ser considerado um fracasso, mesmo que o momento não seja exatamente positivo para o cinema. Por mais que ele esteja na liderança de bilheterias atualmente, o resultado teria que ser muito superior para compensar todo o dinheiro investido.

O universo que ela encontra é completamente utópico
O universo que ela encontra é completamente utópico

Este resultado na bilheteria pode ter influenciado, inclusive, em outros filmes dos estúdios. O que se cogita é que a franquia Tron foi cancelada por conta do tropeço de Tomorrowland nas bilheterias. Tudo isso porque o estúdio precisa resolver esse problema financeiro antes de se comprometer com outro grande projeto de alto custo para eles.

Em sites que avaliam a percepção dos espectadores como Rotten Tomatoes e IMDB, a classificação de Tomorrowland não está das melhores, não passando da média 7. No Brasil, como o filme ainda estreia amanhã, precisamos aguardar para saber como será a receptividade do público.

Mesmo com um grande elenco, compreendido principalmente por George Clooney e Hugh Laurie, do seriado House, a história não parece se sustentar a ponto de garantir sua continuação. A possibilidade é que se torne outro filme de grande orçamento com baixo rendimento, como foi o caso de A Bússola de Ouro, que mesmo com Nicole Kidman e Daniel Craig no elenco, não conseguiu nem garantir a finalização da história, que ficou em aberto.

No final das contas, a Disney fez um investimento altíssimo em uma história que não é nem de longe inusitada e que não tem todo esse poder de atração com seu público principal e alvo, que é o juvenil. Os adultos acabam ficando de fora também, uma vez que foca muito nos adolescentes. Essa indecisão de enredo pode comprometer o resultado do filme e até mesmo, o andamento de tantos outros. Vamos conferir nos cinemas para ver!

 

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register