Estreia do trailer de Cinquenta Tons de Cinza

3~2

Então que é lançado um dos trailers mais aguardados do ano, Cinquenta Tons de Cinza. Não à toa ele teve um teaser divulgado por ninguém menos que Beyoncé. A música Crazy in Love da artista pop serve de trilha sonora do vídeo, mas com uma roupagem completamente nova, mais obscura e sedutora. Ainda assim, ela posou de fã da série, o que fez todo um alvoroço em torno do trailer.

O vídeo já instiga desde o começo, com uma das principais cenas do livro que é o momento em que a mocinha Anastasia Steele vai entrevistar o magnata Christian Grey em seu escritório. Ela chega meio confusa, estabanada, com jeito de menina e é direcionada para a sala de Grey. Apenas lances dele são mostrados, como o detalhe do compasso dos dedos, suas costas, o jeito de abrir o paletó. Tudo para criar um ar de poder e sedução. Efetivamente é isso que acontece. Associado à batida marcante e “respirada” da música, o trailer acaba instigando o desejo, a luxúria.

As cenas que se seguem são um misto de completo do estilo de narrativa que deve se seguir ao longo do filme. O diretor optou sagazmente por utilizar cores vivas quando relacionadas à sedução, em contraposição ao cinza do sr. Grey e seus paletós de grife. Isso deve dar um tom interessante no longa, intensificando e suavizando as cenas.

4~2

O sadomasoquismo, efetivamente, só aparece no fim do trailer, meio que velando essa questão tão pouco conhecida pelo público em geral. Para um espectador que não tenha noção da história do livro, até metade do trailer o longa é um romance normal entre duas pessoas completamente diferentes. Uma pegada inteligente colocar esta parte bem no final e sem grandes detalhes, já que este é o grande diferencial da história. O diretor está tomando, até o momento, o cuidado necessário para não mostrar demais nos trailers e depois ter um filme “pobre”.

Para um filme que potencialmente pode tropeçar em muitas pedras, o trailer mostrou que ele está se saindo bem. O que não necessariamente acalma os ânimos. O livro é extremamente erótico, com partes descritivas de sexo e sadomasoquismo. Um dos principais pontos de dificuldade é a capacidade de manter esse longa com a classificação indicativa baixa. O público adolescente também aderiu à moda de ler o livro e, como todos sabem, é um público fiel e efusivo. Nenhuma distribuidora vai querer perdê-lo. Ao passo que a história em si pede uma classificação mais alta e foi cogitada a hipótese de termos um 18 anos, tão difícil atualmente. O mistério agora é descobrir como os produtores vão conseguir atender a demanda do público de ter um filme possivelmente para 14 anos, sendo que a história pede um mínimo de 16.

Confira abaixo o tão esperado trailer:

 

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register