Crítica: O Franco-Atirador

O-Franco-Atirador

O longa O Franco-Atirador chegou bastante silencioso aos cinemas. Também, pegou ainda toda a força de Os Vingadores, que continua fazendo o maior sucesso em todo o mundo, mesmo com quase três semanas de estreias. Mesmo assim, a verdade é que O Franco-Atirador não teve lá uma boa repercussão na crítica internacional.

A história traz Sean Penn no papel principal de um atirador profissional que se envolve em uma missão super perigosa no Congo e tem que largar tudo, inclusive o amor de sua vida, para se proteger. Anos se passam quando ele resolve voltar ao país, mas é alvo de uma tentativa de homicídio. Desconfiado, ele começa a procurar as pessoas envolvidas no episódio do passado para ver o que está acontecendo.

O enredo tem altos e baixo, momentos mais fortes e mais fracos. Mas no geral, o filme é bem interessante. Verdade seja dita, temos Sean Penn e Javier Bardem como protagonistas do longa. Não teria como ele ser completamente ruim, mesmo que eles quisessem muito. E não é o caso. A história vai evoluindo com calma e bem tralhada. Uma calmaria que às vezes se aproxima da monotonia chata, mas logo sai e segue para uma cena de mais ação.

Algo que deve ser destacado é que Penn mostra demais seus músculos ao longo das quase duas horas de sessão. Inicialmente o espectador pensa: “Olha que legal. Sean Penn no alto de seus 54 anos está super bem e conservado”. Mas depois da terceira ou quarta vez, você apenas acha que ele realmente tá querendo se valorizar e subir a autoestima.

franco-atirador_6

Passado esta emoção, o espectador percebe que o filme se perde um pouco em alguns momentos. Ora o foco principal é o ciúme do personagem louco de Bardem. Outra, e absolutamente do nada, o foco é no acerto de contas com as ações do passado do protagonista. É bem esquizofrênico esse roteiro, mas devo afirmar que ele funciona relativamente bem. Entretém, se assim podemos dizer.

A mocinha em perigo é que irrita no final da trama. No começo ela é ótima, participativa e mostra uma excelente química com todos. De repente, quando a coisa muda e ela descobre tudo, passa a ser uma simples mulher correndo de um lado pro outro sem entender nada. Podiam ter trabalhado melhor isso aí. A atriz tem seu potencial, que foi desnecessariamente subaproveitado.

A verdade é que o grande destaque de toda a trama são os personagens. Sim, eles valem a pena o tempo do filme. E não que o filme seja ruim. Bem pelo contrário. Ele é muito interessante. Apenas não oferece muitas novidades e acaba se tornando um pouco previsível. Ainda assim, vale a sessão.

 

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register