Alejandro G. Iñárritu vence o Directors Guild Awards (DGA) por seu trabalho em O Regresso

68th-DGA-Award-Inarritu-600x416
O Regresso: Leonardo DiCaprio e o diretor Alejandro G. Iñárritu na cerimônia do DGA que consagrou o longa como o melhor trabalho de direção de cinema no ano segundo o sindicato dos realizadores.

 

Mais uma cerimônia de prêmios do cinema foi realizada ontem (06) nos EUA. Dessa vez, o sindicato dos diretores cinematográficos anunciou os vencedores em diversas das suas categorias em mais uma edição do Directors Guild Awards (o DGA). O principal prêmio da noite, melhor direção em cinema, foi para o mexicano Alejandro G. Iñárritu de O Regresso, que bateu alguns dos seus concorrentes na mesma categoria também do Oscar: Tom McCarthy, de Spotlight – Segredos Revelados; Adam McKay, de A Grande Aposta; George Miller, de Mad Max – Estrada da Fúria; e Ridley Scott, de Perdido em Marte (único da lista do DGA não indicado ao prêmio da Academia).

Como todo prêmio de sindicato é um forte indicador do que deve acontecer na cerimônia do Oscar em suas respectivos nichos. a vitória de Alejandro G. Iñárritu no DGA o torna um possível favorito a estatueta de melhor diretor nos prêmios da Academia. Alguns especuladores ainda acreditam que uma vitória no DGA pode tornar O Regresso um favorito ao Oscar de melhor filme também, já que, como manda a tradição, os prêmios de melhor filme costumam seguir as escolhas nas categorias de melhor direção. Mas há suas exceções e a história recente do Oscar é marcada por exemplos sucessivos desse tipo de configuração, como quando Argo venceu o prêmio de melhor filme e As Aventuras de Pi a estatueta de melhor diretor; ou quando 12 Anos de Escravidão consagrou-se como melhor filme e o melhor diretor da noite foi Alfonso Cuaron de Gravidade. Em um ano tão divisivo como 2016, isso pode se repetir. Mas a principal pergunta que fica no ar é: a Academia estaria disposta a fazer história conferindo a Iñárritu os prêmios de melhor filme e diretor pelo segundo ano consecutivo (lembrem-se que ano passado ele levou por Bridman).

As vitórias dos oscarizáveis em prêmios pré-Oscar, até o momento, produziram um dos cenários mais caóticos para qualquer previsão de favoritismo, assim, a disputa pelo Oscar está bem aberta. Confira, as escolhas de algumas dessas premiações:

Globo de Ouro – O Regresso (drama); Perdido em Marte (comédia/musical)

Critic’s Choice Awards – Spotlight: Segredos Revelados

Producer’s Guild Awards (Sindicato dos Produtores, PGA)- A Grande Aposta

American Cinema Editors Awards (Sindicato dos Montadores, EDDIE Awards) – A Grande Aposta; Mad Max – Estrada da Fúria

Screen Actors Guild Awards (Sindicato dos Atores, SAG Awards) – Spotlight: Segredos Revelados

Falta ainda o sindicato dos roteiristas anunciar as suas escolhas no WGA (Writer’s Guild Awards), previsto para acontecer no próximo sábado (13 de fevereiro).

Além do prêmio a Iñárritu, O DGA entregou a Alex Garland, de Ex Machina – Instinto Artificial, o prêmio de melhor diretor estreante.

A cerimônia do Oscar ocorrerá no dia 28 de fevereiro.

 

 

Wanderley Teixeira391 Posts

Pesquisador, jornalista e crítico de cinema, fã do Paul Thomas Anderson e também da Nicole Kidman, leitor esporádico de HQs de super-heróis e consumidor voraz de qualquer tipo de besteira colecionável.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register