5 cenas que fizeram de Jurassic Park o evento cinematográfico da década

Estreia desta semana no circuito, Jurassic World – O Mundo dos Dinossauros nos faz retornar a 1993 e lembrar do tempo em que Steven Spielberg fez história no cinema ao trazer à vida, em uma mistura de técnicas avançadas de computação gráfica e robótica, os dinossauros, criaturas que até então só tínhamos uma vaga noção de como eram através de fósseis de museus. Aproveitando a ocasião, selecionamos alguns dos momentos mais marcantes de Jurassic Park para vocês:

JurassicPark_134Pyxurz-1024x745

# 05. Ética e ciência: os desígnios da natureza

Apesar de Jurassic Park ser em sua essência uma grande aventura escapista, o filme de Steven Spielberg fazia interessantes reflexões sobre a ética na ciência e, consequentemente, os limites da ação humana, sua relação com a natureza (equilíbrio X dominação) e com Deus. Existem diversas cenas nas quais Dr. Alan Grant (Sam Neill), Dra. Ellie Sattler (Laura Dern) e Dr. Ian Malcolm (Jeff Goldblum) questionam John Hammond (Richard Attenborough) sobre o parque jurássico. Uma das mais emblemáticas ocorre no terceiro ato do filme quando Hammond faz uma espécie de inventário da sua experiência mal-sucedida com o Jurassic Park e é recriminado por Ellie Sattler:

 

jurassic-park-2

# 04. O sublime braquiossauro

Uma das cenas mais memoráveis de Jurassic Park envolve a primeira aparição de um dinossauro aos nossos olhos e aos olhos dos seus protagonistas. Testemunhamos maravilhados, assim como Alan Grant e Ellie Sattler, um braquiossauro caminhar até uma árvore altíssima e se alimentar das suas folhas. O tema musical de Jurassic Park composto por John Williams dá a dimensão da reação dos personagens e traduz a sensação do espectador diante desse milagre da ficção, os dinossauros voltaram à Terra graças ao cinema. Talvez hoje, tecnicamente, a cena seja encarada pelas novas gerações como trivial. Em tempos de Avatar e Discovery Channel, o que é que tem demais vermos um braquiossauro ganhar vida através do CGI? Até 1993, o recurso era pouquíssimo explorado e somente utilizado para criar seres imaginários, como aconteceu em O Exterminador do Futuro 2 ou O Segredo do AbismoJurassic Park anunciava uma nova era:

 

Jurassic-Park_Kitchen2

# 03. Os velociraptor caçam na cozinha

Entre as várias criaturas de Jurassic Park, talvez uma das mais interessantes sejam os velociraptors. Rápidos, inteligentes e letais, esta espécie foi responsável por fazer-nos ficar na ponta da poltrona temendo pela vida de Tim (Joseph Mazzello) e Lex (Ariana Richards) em uma caçada em plena cozinha do parque. Além de ser uma das cenas mais apavorantes do filme, esta sequência comprova a qualidade do resultado de anos de pesquisa realizada pela equipe do longa junto com paleontólogos. Para a composição do dinossauro, os responsáveis pelo projeto utilizaram movimentos de aves e ruídos de diferentes animais. Todos as espécies de dinossauro do filme passaram pelo mesmo processo, mas esta sequência atesta o êxito deste percurso percorrido por Spielberg e cia.:

 

jurassicpark_trex

# 02. Confronto final

A sequência final que põe tiranossauro rex contra os velociraptors é uma das mais emblemáticas da produção. Dois dos maiores protagonistas de toda a franquia disputam território após Alan, Ellie, Tim e Lex se sentirem encurralados pelos raptors no saguão do centro. Segundo o próprio Spielberg, o tiranossauro só entrou nesta cena após ele perceber durante a filmagem da sequência do ataque do animal aos carros de Tim e Alex que o dinossauro era uma das maiores atrações do longa. Mais incrível que este encontro só mesmo a faixa que cai sobre o tiranossauro após o confronto, “Quando os dinossauros dominaram a Terra”:

 

18jyfksl1kks0jpg

# 01.  Primeira aparição do tiranossauro

A cabra desaparece. A água no copo começa a criar círculos. As cordas da cerca elétrica são rompidas. Dela surge um gigante, o tiranossauro rex, que entra de vez para a história do cinema com esta sequência eletrizante. O ataque do tiranossauro aos carros de Tim e Lex foi uma das cenas mais trabalhosas de todo o filme, isso porque o dinossauro não foi concebido apenas em CGI, mas também por um robô em dimensão gigantesca que preocupava a equipe de Spielberg, afinal toda a cena foi feita na chuva. O resultado valeu muito a pena:

 

 

Wanderley Teixeira414 Posts

Pesquisador, jornalista e crítico de cinema, fã do Paul Thomas Anderson e também da Nicole Kidman, leitor esporádico de HQs de super-heróis e consumidor voraz de qualquer tipo de besteira colecionável.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register